Sunday, June 24, 2012

Correção de freqüência no HDSDR e SDR-Sharp

O Mestre William Schauff PY2GN indagou sobre um fato muito comum em HDSDR e SDR-Sharp: como corrigir pequenos desvios de freqüência?

É bem fácil de fazer!



No HDSDR, é assim:

  1. Sintonize uma emissão que possua uma portadora constante e estável. Sugiro sintonizar ATIS local (que transmite em AM) ou algum outro sinal que possua uma componente estável e bem estreita.
  2. Passe para o modo USB e aumente bem zoom. Sintonize o HDSDR (linha vermelha) para coincidir exatamente com a portadora do ATIS.
  3. Vá em "options", "ExtIO Frequency Options".
  4. Localize "LO frequency calibration". Na caixa da direita (Correct Frequency), digite a QRG nominal do ATIS. Clique "Calculate LO Correction Factor" e "OK".
  5. Diminua o zoom, refaça a sintonia e veja se ficou do seu agrado! Provavelmente sim!



No SDR# o processo é mais ou menos assim:

  1. Sintonize o sinal-padrão em USB (conforme descrito acima). Use o zomm e altere a resolução do FFT para melhor precisão.
  2. Calcule o erro em PPM: 1000000 / ( fNominal / ( fAtual - fNominal ) ) ou use este calculadora: http://jittertime.com/resources/ppmcalc.shtml . Use as caixas da direita (Convert Hz to PPM). Na primeira, coloque a freqüência nominal, na segunda coloque a freqüência atual exibida pelo SDR#. Clique "Calculare" e voilà! PPM exibido na hora!
  3. Clique no botão "Front end" e insira o valor na caixa Frequency Correction (pppm)
  4. Clique em "Close". Diminua o zoom, refaça a sintonia e veja se ficou do seu agrado! Provavelmente sim!

1 comment:

  1. Usando a WWV em 10 Mhz, que é um padrão de frequência torna as coisas mais "fáceis".
    Existia um Concurso nos USA - patrocinado pela ARRL lá por 1982 que se chamava FMT ( Frequency Measuring Test ). Quem chegasse mais perto da frequência (previamente anunciada) ganhava.
    Em muitos anos dificilmente alguém "zerava", mas isto criava métodos e técnicas "selvagens" para este tipo de métrica. E tinha todo tipo,
    desde os simples aos complexos, mas utilizar uma "portadora" em VHF não é a idéia mais apropriada porque o drift do VCO é maior do que
    muita gente pensa ( 250 Hz em geral ! )
    Uma lição que aprendemos em nossa "trajetória"
    neste mundo fascinante que é o radioamadorismo e repassada aos amigos, com meus melhores votos.

    73/DX de PP5VX (Bone)

    ReplyDelete